O Process Com’ e os 6 tipos de personalidade

Modelo demonstra como o comportamento das pessoas sob estresse e sua forma de ver o mundo são características ligadas aos tipos de personalidade.

 

O Process Communication Model (PCM) é um modelo eficaz para melhorar os canais de comunicação entre os indivíduos, seja nas situações profissionais, seja em qualquer tipo de relação interpessoal. Ele permite conhecer e compreender melhor sua personalidade e a de seus interlocutores, através de uma ferramenta desenvolvida na década de 1970 pelo psiquiatra americano Taibi Kahler e utilizada pela NASA para mapear os perfis dos candidatos aos voos espaciais.

Kahler analisou diferentes necessidades psicológicas de indivíduos submetidos a situações de estresse. De acordo com cada pessoa, essas necessidades se manifestavam na forma de: necessidade sensorial, solidão, contato, emoção, estruturação do tempo, convicção e reconhecimento pessoal ou do trabalho.

A partir dessas informações, o psiquiatra identificou 6 tipos de personalidade, atreladas à forma como o indivíduo se relaciona com sentimentos, ações e pensamentos. Por fim, comprovou que as pessoas têm maior ou menor facilidade de comunicação com outras em função das personalidades em questão.

 

O Process Com’ define 6 personalidades:

 

  • empática: atenta aos demais, busca sempre agradar, confortável em relação ao sentimento, produz no pensamento;
  • perseverante: almeja a concretização de ideias, progride no campo do pensamento para produzir sentimento;
  • promotora: movida à base de desafios, funciona no campo da ação para conseguir produzir sentimento;
  • analítica: perfeccionista e exigente em relação à qualidade do que faz, atua no campo do pensamento e procura criar ação;
  • espontânea: instintiva, trabalha no campo do sentimento para gerar ação;
  • imaginadora: afeita à abstração e à conceituação do mundo, tem predileção pela ação para gerar a ideia.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Alexandrine Brami

Alexandrine Brami

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *