Lingotalks com Sarah Sánchez: conheça o processo de migração para o Québec

23 de julho de 2021
Por  Johny

O IFESP teve conversa no dia 25 de fevereiro sobre a migração para o Québec, com a Sarah Sánchez. Esta, é conselheira no Escritório do Québec em São Paulo e quarta convidada especial da edição de nossos Lingotalks.

Quem é a Sarah Sánchez?

Sarah Sánchez é conselheira no Escritório do Québec em São Paulo.

Seu trabalho consiste em informar os brasileiros sobre os programas de migração do Québec e prospectar profissionais para as empresas que participam das missões de recrutamento organizadas pelo governo da província canadense. Além disso, é filha de imigrantes, nascida na província de Québec, da qual se orgulha muito, ela ama falar da terra dela. Muito gelada no inverno, mas muito acolhedora o ano todo!

Quais são as vantagens, para um estrangeiro, de estudar em um país que tem como línguas nativas o francês e o inglês? 

É importante saber que apesar do Canadá ser um país bilíngue, a única língua oficial no Québec é o francês.  

Dessa forma, o francês é a língua materna de 78% da população quebequense. Em outras palavras, o idioma é usado por 95% de seus habitantes. Ao mesmo tempo, o Québec é a província do Canadá com o maior número de pessoas trilíngues, ou seja, muita gente domina o inglês, o francês, além de outras línguas, já que o percentual de imigrantes é elevado.

Só em Montreal, são mais de 200 idiomas presentes em 120 países. Portanto, o francês é essencial para se integrar, morar e trabalhar no Québec, embora também exista a possibilidade de estudar e trabalhar em inglês. Resumindo, a grande vantagem é poder ter contato com vários idiomas e várias culturas num lugar francófono que fica na América do Norte.

Como funciona o sistema educacional no Québec? 

Existem 15 universidades de língua francesa e três de língua inglesa. Todas oferecem um ensino de qualidade, uma grande diversidade de programas de estudos com professores altamente qualificados. Dessa forma, muitos deles são referência mundial em suas áreas de atuação, além de serem acessíveis.

Além disso, o Québec oferece também um ambiente seguro, tranquilo, excelente qualidade de vida, além de um custo de vida e de moradia muito mais baixo do que noutras cidades norte-americanas, como Toronto, Vancouver, Nova Iorque, Boston ou São Francisco. São muitos os motivos para escolher o Québec e não é por acaso que a sua maior cidade, Montréal, já foi eleita melhor cidade universitária do mundo! O Québec recebe 30.000 estudantes estrangeiros por ano.

O governo do Québec investe 3% do seu PIB em pesquisa, desenvolvimento e inovação, o que garante a alta qualidade e a reputação internacional de suas 18 instituições universitárias. Elas se destacam em várias áreas, como medicina, ciências políticas, relações internacionais, aeronáutica, oceanografia, engenharia e muito mais. Montréal tem a maior comunidade universitária na área de inteligência artificial do mundo! O que é um atrativo muito forte para empresas e talentos internacionais.  

Para mais informações é só clicar aqui!

Hoje em dia o inglês é uma língua imprescindível para o mercado de trabalho. Com sua experiência promovendo empregos no Québec, qual a importância de falar também o francês? 

O francês é fundamental. Mesmo se você acaba usando o inglês no trabalho, a entrevista de emprego vai ser em francês. Se você vai para o Québec só com o inglês, não vai poder mergulhar na nossa cultura, não vai poder assistir nossas novelas, nosso “Jornal Nacional”. Você não vai poder sentir a essência do lugar. Claro, dominar o inglês ajuda a arrumar um bom emprego, como no Brasil ou em qualquer outro país do mundo. Mas a língua francesa é realmente o coração da cultura do Québec.

Além disso, para se tornar residente permanente, depois de um certo tempo trabalhando no Québec, é preciso comprovar um nível de francês intermediário. O seja, se o objetivo é imigrar para o Québec, foca no francês.

Caso um brasileiro queira trabalhar ou estudar no Canadá, Québec, qual é o processo que deve seguir e percorrer para entrar no país? 

O melhor e mais rápido caminho de ir trabalhar no Québec é participar das nossas missões de recrutamento “Journées Québec”. Empresas de vários setores participam desses eventos para contratar profissionais qualificados de várias áreas, como tecnologia, saúde, usinagem, transporte, etc.

Existem também missões de recrutamento de estudantes, mas não é preciso esperar por elas para tentar ser admitido numa instituição.

De qualquer forma, que seja através dos estudos ou do trabalho, a primeira etapa é estudar francês, se informar sobre o lugar, pesquisar, ler. E para saber mais sobre nossas missões, os procedimentos migratórios, as bolsas de estudos, o nível de francês exigido e muito mais, assiste ao webinário em nosso canal no YouTube.

Se sua empresa quer oferecer uma solução completa de ensino de um novo idioma, conheça a Lingopass by IFESP. Uma plataforma 100% online, multi-idiomas, com professores nativos e acompanhamento em tempo real dos alunos.

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.