Novos convênios consolidam IFESP como parceiro estratégico dos funcionários públicos

22 de novembro de 2019
Por  Alexandrine Brami


Instituto capacitou juízes da área trabalhista e profissionais ligados à ANAC, repetindo o sucesso de outras parcerias, como a formação de soldados do exército brasileiro em língua francesa
 
                  Em plena expansão, a oferta de cursos de francês online é o carro-chefe do IFESP, que se tornou líder nacional em digital learning com foco na língua francesa. E essa nova etapa da história do instituto deslanchou através da participação em licitações e da assinatura de convênios junto a diversas instituições do Poder Público. O objetivo: formar grandes contingentes de servidores públicos na língua de Molière.
As principais conquistas de 2018 foram os acordos firmados com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e com o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP). Em 2019 o instituto almeja ampliar o leque de e-capacitação para funcionários públicos. “Nós gostaríamos de oferecer formação em francês para servidores das esferas federal, estadual e municipal, tanto na administração direta quanto na indireta”, destaca Alexandrine Brami, sócia-diretora do IFESP. A ressalva é importante, pois o alunado pretendido inclui membros de autarquias e agências que gravitam em torno do Poder.
O IFESP aposta na amplitude do funcionalismo público em suas três esferas, composto por profissionais talentosos e propensos ao aprendizado de línguas. “Concursados ou comissionados, todos ali estão pelo mérito de sua competência no trabalho ou por terem passado em concursos muito difíceis”, pondera Alexandrine. Por isso, esse nicho é feito majoritariamente por pessoas interessadas e aptas a um aprendizado sólido e profícuo do francês.
 
Subir na carreira
 
A possibilidade de ascensão profissional através do aprendizado da língua francesa é o grande trunfo que o IFESP oferece aos funcionários públicos. “O francês é um meio para quem deseja se destacar e ganhar pontos na carreira ao apresentar os certificados e diplomas obtidos, abrindo portas, inclusive, para intercâmbios e estudos no exterior”, sublinha a diretora.
                  Quanto ao TRT-SP, os juízes do trabalho receberam uma capacitação em francês que seguiu o já conhecido padrão de qualidade do IFESP – como podem testemunhar centenas de militares que estudaram com o instituto devido à licitação pública da qual ele participou e ganhou. Já os profissionais da ANAC tiveram descontos especiais nos cursos oferecidos.
                  O IFESP aposta no ganho de representatividade que a língua pode trazer para a diplomacia brasileira. “Todos esses funcionários poderão utilizar o francês em encontros internacionais, já que o francês é a segunda língua da ONU e possui ampla disseminação em todos os órgãos diplomáticos”, lembra.
 
E-capacitação sem barreiras
 
                  Um bom exemplo é o de Larissa Coloratti. Ex-aluna de Alexandrine, ela ingressou na prestigiosa école Sciences Po e atualmente trabalha na embaixada da França em Brasília. “A Larissa é alguém que representa a cultura brasileira em meio francês, uma espécie de ‘embaixadora cultural’, que se tornou cidadã do mundo e participa na construção de laços diplomáticos importantes para o Brasil”, conta a diretora, orgulhosa.
                  A capacitação 100% online é outra vantagem dos cursos desenvolvidos pelo IFESP, pois os servidores públicos desfrutam, normalmente, de mais tempo livre que trabalhadores do setor privado. “Em um país imenso como o Brasil, nós estamos quebrando barreiras, indo até a casa do funcionário público, que pode estudar no horário que ele quiser”, finaliza Alexandrine, que aposta no ensino digital como forma de valorizar o tempo livre dos profissionais.

Newsletter

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos.