Com 30% de alunos fora do Brasil, IFESP conquista espaço internacional

A educação brasileira tem gabarito e força para ser referência internacional e, através de sua poderosa criatividade, tornar-se modelo exportável para diversos países. Acredito nisso e tenho me empenhado em reunir parceiros do ramo educacional com a mesma ambição global. Nós, do Grupo IFESP, temos motivos para comemorar mais um passo dado em tal direção: nosso instituto está presente em dezenas de países, por meio de sua escola virtual Curso de Francês Online – CFOL, em plena expansão.

    Somente os Estados Unidos respondem por 14,05% dos alunos que encontraram em nossa plataforma o melhor método pedagógico, calcado no método ® Prepa. Esse é o resultado da expertise de mais de 15 anos de ensino, somada a altos investimentos em tecnologia para oferecer o curso mais eficaz do ramo de ensino de idiomas.

    França, Canadá, Portugal e Angola completam o “top 5” dos países por onde está espalhada a comunidade ifespiana. E é uma grande honra termos nesta lista um país-irmão do Brasil, em solo africano. O CFOL também conta com usuários na China, no Japão, na Suíça e na Bélgica, para mencionar apenas os países onde há mais acessos à academia de idiomas do IFESP.

O que nos conecta?

    Todos esses membros da comunidade ifespiana espalhados mundo afora não estão ligados simplesmente pelo acesso a uma mesma plataforma inovadora de aprendizagem. Há algo muito maior em jogo. O IFESP reúne pessoas talentosas com sonhos extraordinários e com enorme potencial transformador, capazes de mudar a realidade brasileira das futuras gerações.

    A imersão na aprendizagem conta com o acompanhamento contínuo de uma equipe de tutores que são instrutores nativos da língua. Além disso, organizamos experiências e projetos para colocar nossos alunos em contato uns com os outros.

Buscamos, com isso, a formação de uma rede que, em união com nossos parceiros do universo da educação e da tecnologia, mas também com os de outros ramos do mercado, façamos o Brasil conquistar mais espaço na cena internacional através da educação. Acredito que a educação é o caminho para acabarmos com as desigualdades sociais e com a marginalização. O ensino abre portas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
IFESP

IFESP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *