IFESP lança curso preparatório para carreira diplomática

Como numa espécie de retorno às origens, o Grupo IFESP lançará no mês de julho um curso preparatório para o exame de ingresso na carreira diplomática. É um “retorno” porque os primeiros alunos de francês do instituto eram justamente da área de Relações Internacionais, público-alvo do novo curso temático, além de historiadores, advogados, servidores públicos, militares e todos que desejam prestar a prova do Instituto Rio Branco. Ele também é ideal para quem almeja construir carreira em organizações internacionais ou, até mesmo, participar de missões humanitárias.

    “Esse curso vem completar nossa oferta para um perfil de público que já é o nosso, mas que ainda estava carente de uma formação 100% elaborada em função dos exames anteriores do Itamaraty e do vocabulário do meio diplomático”, explica Pierre Lagrave, coordenador pedagógico do IFESP.

As especificidades do concurso público foram analisadas pela equipe do instituto em parceria com alunos interessados. “Acompanhamos vários candidatos à carreira diplomática para chegarmos a um conteúdo de qualidade e que atende às expectativas de quem vai prestar o concurso”, ressalta Pierre.

Desde a Revolução Francesa

    Uma particularidade do novo curso é ensinar não apenas o vocabulário do universo das relações internacionais em francês, mas também a história das instituições políticas francesas e internacionais em perspectiva com a própria História da França.

“Desde a Revolução Francesa até os dias de hoje, o curso é também uma introdução à cultura política do país”, pontua o coordenador. É a ocasião de compreender, por exemplo, o complexo “grand 19e siècle” – este século em que a História da França foi marcada por 2 impérios, três monarquias e três repúblicas diferentes.

    Os vídeos e textos de suporte explicam as mudanças políticas nas instituições nacionais, europeias e internacionais, como a Société des Nations ou a Organização das Nações Unidas. “Acredito que o estudo sobre a construção política de outros países é muito interessante para contribuir com o debate político que existe atualmente no Brasil”, completa Pierre.

Estrutura do curso

    Dividido em capítulos, ao fim dos quais o aluno sempre é levado a realizar uma prova similar à do instituto Rio Branco, o conteúdo programático conta com exercícios de síntese e tradução. O aluno também encontra vídeos, listas de léxico especializado, infográficos e diversos simulados.

    A estimativa de duração do curso é de 2 meses e meio, mas isso depende do ritmo de estudos de cada pessoa. O acesso ao material, por essa razão, é disponibilizado durante 6 meses. A fácil navegabilidade e a praticidade do aplicativo do CFOL para smartphones permite estudar em qualquer lugar ou momento — numa viagem, no aeroporto, nas pequenas pausas durante o dia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
IFESP

IFESP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *